Cerro Largo, 01 de julho de 2022. Boa Madrugada!
[email protected] (55) 9.9982.2424
Logomarca LH Franqui
Publicado em 27/02/2020 16:10:01 • Cerro Largo 65 Anos

Marcas do Legislativo cerro-larguense

Muitos vereadores tornaram-se prefeitos e vice-prefeitos de Cerro Largo
Eunice de Almeida Flach foi a primeira mulher eleita ao Legislativo (Foto: Arquivo)

A trajetória do Legislativo cerro-larguense começou com a eleição dos primeiros nove vereadores, empossados junto com o primeiro prefeito municipal, Jacob Reinaldo Haupenthal, em 28 de fevereiro de 1955. Eram eles: Francisco Bordim, Laureano Schoffen, Arthur Berwanger, Nelson Pinheiro de Menezes, Arlindo Schwengber, Seno Stracke, João Edmundo München, Guido Steffens e Libório Bohn.

Arthur Berwanger destacaria-se como primeiro presidente da Câmara de Vereadores, cargo que ocuparia até 1959. O Poder Legislativo funcionaria sempre nas dependências da Prefeitura até 1995. Nesse ano, a Câmara de Vereadores optou por transferir-se para uma sede própria, na Rua Helmuth Schmidt, 854, onde está até hoje.

A primeira sessão da Câmara realizou-se no dia 1º de março de 1955 e teve uma pauta variada. Nessa reunião nomeou-se uma comissão para elaborar os projetos da Lei Orgânica, o Regimento Interno e o primeiro Código de Posturas do município. A tarefa foi delegada aos vereadores Nelson Pinheiro de Menezes, Arlindo Schwengber, Guido Steffens e Libório Bohn.

O Código de Posturas foi aprovado em 14 de novembro de 1955. Já a Lei Orgânica do município sofreu diversas alterações nesses 47 anos, sempre acompanhando as mudanças constitucionais e adequando-se às legislações estadual e federal. A Lei que está em vigor atualmente foi promulgada em 31 de março de 1990 e tem 160 artigos.

Entre os principais avanços desse conjunto de leis estão a criação do Conselho Municipal de Educação e a regulamentação da eleição de diretores nas escolas municipais. Também foi previsto pela nova Lei que as empresas comercializadoras de pesticidas, venenos e outros produtos tóxicos ficam obrigadas a se cadastrarem junto à Prefeitura informando o local do depósito e os tipos de produtos vendidos.

DESTAQUES

O Poder Legislativo ajudou a formar diversas personalidades da história do Município.

Alguns prefeitos começaram suas carreiras políticas como vereadores.

Arlindo Schwengber foi o primeiro deles, compondo a nominata da primeira Câmara de Vereadores. Seria prefeito em 1960. Seguiram-no Roque Nedel, que exerceu três mandatos no legislativo antes de assumir a prefeitura em 1977, e Adair Trott, que foi vereador entre 1983 e 1988, chegando ao Poder Executivo em 1993, 2005 e 2009.

Quatro vereadores foram vice-prefeitos: Seno Strake, vice de Rodolfo Frantz; Iliseu Adams, vice de Adair Trott; Nelson Mumbach, vice de Renê Nedel; e Protásio Pedro Butzen, atual vice-prefeito de Valter Spies.

Alguns apaixonaram-se pela função de vereador. Ênio e Irineu Moscon, Emil Klein, Adir Ferreira Alves exerceram três mandatos na Câmara. Valdemar José Kunkel elegeu-se em quatro oportunidades. Rui Abelardo Moscon conquistou cinco mandatos na Câmara. Mas o recordista é Paulo César Kipper de Almeida, que está no seu sexto mandato de vereador.

Até 1983, tendo-se passado seis legislaturas, a Câmara foi composta de nove vereadores. Nesse ano, ampliou-se para 11 o número de representantes cumprindo determinação da lei federal que estabeleceu essa regra para municípios com mais de 20 mil habitantes. Em 1993, obedecendo à nova Constituição de 1988 e em virtude das emancipações dos distritos de São Pedro do Butiá e Salvador das Missões que ocasionaram uma consequente diminuição da população, o município voltou a ter nove vereadores, número que mantém-se até hoje.

PODER FEMININO

As mulheres também conquistaram seu espaço político ao longo desses 65 anos. Já na segunda legislatura de sua história a Câmara recebeu uma mulher como um de seus membros. Em 9 de janeiro de 1956 tomava posse a vereadora Eunice de Almeida Flach, que seria ainda a primeira mulher a presidir o Legislativo cerro-larguense.

Passaram-se, então, 40 anos, até que novamente seria eleita uma mulher para ocupar uma cadeira na Câmara. Era Ivone Maria Dewes Wenzel, que não só presidiria o Poder Legislativo (em 2000 ) como se tornaria a primeira mulher a assumir a Prefeitura de Cerro Largo. Ela tomou posse no dia 10 de abril de 2000 em substituição ao prefeito Renê Nedel, que viajara a Brasília e no impedimento eleitoral do vice, Nelson Mumbach. Permaneceria no cargo por uma semana e, mais tarde, por mais 60 dias.

Fonte: Folha da Produção
65 anos
65º aniversário
cerro largo
emancipação política
CONTINUE LENDO